Derrubando os mitos da educação corporativa digital

Depois de 2020, vimos em primeira mão que as adversidades chegam sem qualquer aviso prévio. E as empresas que ainda não adotaram uma cultura de educação digital estão dando chance ao azar.
fundo-verde-pequeno

Receba conteúdos gratuitos no seu e-mail

fundo-roxo-peqeno
Educação corporativa digital

Me conta uma coisa: você passa o dia inteiro sem olhar uma vez sequer para o celular? Usa e-mails no trabalho? WhatsApp? Usa qualquer tipo de software para organizar seus processos e realizar as atividades do dia? Então por que ainda tem um pé atrás com a educação corporativa digital?

Leia também:

Pensa comigo: se somos capazes de adaptar toda a nossa rotina por meio de tecnologias que facilitam e agilizam nosso trabalho, por que ainda encontramos tanta resistência quando falamos em fazer o mesmo com a educação corporativa? Adotar opções digitais não é só uma boa ideia, mas essencial para empresas que pensam no seu futuro a médio e longo prazo, especialmente no que diz respeito a desenvolver e cultivar profissionais de alta performance.

Por isso preparamos esse artigo. Para derrubar de vez os mitos da educação corporativa digital, mostrar como implementar essa cultura na organização e provar que ela não é apenas uma medida paliativa para os tempos de pandemia. Mas sim, um investimento eficiente e com retorno garantido para empresas competitivas.

A pandemia e a transformação da educação corporativa em digital

O uso de plataformas digitais na educação corporativa não aconteceu do dia para a noite. Também não começou durante a pandemia de 2020. O modelo já existia muito antes disso, até porque o EaD já era usado desde o século XVIII!

Mas foi com a popularização dos computadores e da internet que o EaD migrou para plataformas digitais, possibilitando que a educação formal e corporativa fizesse o mesmo através do LMS (Learning Management System ou Sistemas de Gestão de Aprendizagem, em português).

Com isso, implantar uma Universidade Corporativa se tornou algo menos complicado, permitindo que as organizações construíssem escolas dedicas a seus negócios e oferecessem capacitação personalizadas de acordo com as suas demandas e focada em suas necessidades e gaps internos.

No entanto, ainda que a educação corporativa digital não fosse novidade para ninguém, foi em 2020 que viu o seu ápice. A busca por sistemas de gestão de aprendizagem que pudessem capacitar colaboradores em home office disparou e foi a maior dos últimos 10 anos. Além disso, especialistas já afirmaram que as empresas que ainda não se adaptaram ao LMS o farão em breve. Isso porque os benefícios são inegáveis.

Com a transformação digital (ainda que forçada) pela qual as empresas passaram em 2020, ficou claro para todo mundo que passamos tanto tempo estudando por EaD quanto por treinamentos presenciais. A flexibilização de horários, a possibilidade de aprender no próprio ritmo e a facilidade em avaliar alunos e mensurar resultados conquistaram rapidamente aqueles que aderiram ao formato.

5 verdades e 1 mentira sobre a educação corporativa digital

Embora a educação corporativa digital não seja novidade, ainda encontramos receio e dúvidas a respeito da sua aplicação e eficiência. Por isso, separamos as maiores dúvidas de quem entra em contato conosco diariamente e preparamos um “jogo” de verdade ou mentira.

Consegue identificar qual dos tópicos abaixo é uma mentira?

1 – É possível avaliar o aprendizado dos alunos na educação corporativa digital

Verdade! Com um LMS, você escolhe quantas, quando e onde essas avaliações vão surgir. Quer colocar uma no início do treinamento, para avaliar o conhecimento prévio do aluno? Feito. Quer incluir uma ao fim de cada etapa? Feito. Quer que ele seja testado apenas no fim da capacitação? Feito!

Quem escolhe como essa avaliação vai acontecer é o profissional de T&D, com base nas necessidades do setor e do gestor para cada capacitação individual. Inclusive, por aqui já desenvolvemos ações de treinamento por EaD com 6x mais avaliações do que as presenciais.

 2 – O EaD pode ser usado na capacitação remota e local

Verdade! O uso do LMS não precisa ficar restrito a capacitação de colaboradores em home office ou remoto. Na empresa, é possível disponibilizar uma área com computadores para que os colaboradores possam executar os treinamentos em horários pré-determinados cada dia.

Independente do local de capacitação, o uso do LMS continua proporcionando os mesmos benefícios: flexibilidade de horários, aprendizado em ritmo próprio, objetos de aprendizagem engajadores (vídeos interativos, jogos corporativos, podcasts, hyperbooks, etc), menos tempo longe do posto de trabalho, entre outros.

3 – É fácil acompanhar o desempenho dos alunos

 Verdade! O LMS é uma plataforma digital e como tal é possível rastrear todos os passos do aluno. Sendo assim, é possível saber desde o momento em que ele fez o login na plataforma até suas respostas e notas em cada uma das avaliações.

E mais ainda: algumas plataformas disponibilizam as informações de desempenho e avaliações em formato de gráficos e dashboards, facilitando a visualização por parte dos profissionais de T&D e gestores. O que também auxilia na tomada de decisão a respeito dos cargos, competências e futuras capacitações.

 4 – É possível mensurar resultados das ações de educação corporativa digital

 Verdade! Assim como é possível acompanhar o desempenho dos colaboradores, você também consegue mensurar os resultados das ações de T&D. Dessa maneira, não só entende os pontos fortes e fracos dos alunos, mas também do treinamento.

Com isso, a empresa pensa de forma mais assertiva sobre futuros treinamentos, encontra gaps nas capacitações e até mesmo revê demandas e necessidades. A tomada de decisão estratégica fica mais fácil, já que existem dados reais nos quais se basear.

 5 – O EaD consegue engajar os alunos

 Verdade! É isso aí. Com um LMS as possibilidades de construção de treinamentos e desenvolvimento de objetos de aprendizagem são infinitas. Você pode ir desde os slides até jogos corporativos que usam realidade virtual e realidade aumentada para capacitar e auxiliar na absorção do conhecimento.

Com o passar dos anos, capturar a atenção dos alunos tem se tornado cada vez mais difícil. No entanto, o LMS possibilita a combinação de uma infinidade de formatos diferentes, que proporcionam uma experiência de aprendizado mais dinâmica e, portanto, mais engajadora.

 6 – O EaD não é eficaz

 Mentira! Mas depois de tudo que falamos até aqui, aposto que você não caiu nessa pegadinha, né? Inclusive, acredito que agora pode até justificar essa resposta sozinho. 😆

Falar que a educação corporativa digital não é eficaz é mentira, uma vez que o processo de aprendizagem por EaD é tão completo quanto o presencial. É claro que cada modelo possui seus prós e contras, mas é impossível indicar que qualquer um deles não possui eficácia. Afinal de contas, você confia em profissionais com ensino formal através de EaD, não confia?

Assim, tanto treinamentos por EaD quanto treinamentos presenciais precisam fazer sentido para o seu público, solucionar gaps e oferecer desenvolvimento coerente com as jornadas profissionais para serem eficientes. E nada disso é determinado pelo modelo de capacitação escolhido.

Educação digital corporativa: o que eu faço depois de comprar o LMS?

 Como implantar uma cultura de educação corporativa digital na sua empresa

É seguro afirmar que grande parte das empresas passaram a dividir sua linha do tempo de aprendizagem em “antes de 2020” e “depois de 2020”. Isso porque, com a COVID-19 muita gente precisou adaptar sua forma de trabalhar e as organizações que ainda não tinha iniciado processos digitais precisaram correr contra o tempo para transformar suas atividades.

E se somos capazes de nos adaptar com rapidez a um processo de trabalho inteiramente digital e remoto, por que não conseguiríamos nos ajustar a uma rotina de educação corporativa digital? Como explicamos nos tópicos acima, a adoção de LMS significa maior flexibilização e agilidade nas capacitações.

Além disso, com as redes sociais e os novos formatos de produção de conteúdo, estamos cercados de informação a todo momento. Ou seja, estamos aprendendo constantemente através da internet e já estamos acostumados com isso. Então por que não usar esse hábito a seu favor?

1 – Conquiste líderes

Antes de tudo, é preciso ter os líderes setoriais ao seu lado. Afinal de contas, de nada adianta ter um LMS cheio de treinamentos se o valor dessas ações não for percebido por seus líderes. Por isso, o primeiro passo é demonstrar as maneiras como um LMS apoia as equipes e melhora sua performance.

Nesse texto sobre o EaD como parceiro no desenvolvimento de equipes remotas você pode saber mais sobe as vantagens do LMS. Ainda assim, é importante deixar claro para os líderes que o treinamento a distância permite que os colaboradores:

  • Aprendam no próprio ritmo;
  • Passem menos tempo longe do posto de trabalho em relação as capacitações presenciais;
  • Tenham o aprendizado avaliado com mais frequência que as capacitações presenciais;
  • Tenham seus resultados mensurados para a tomada de decisão da gerência;
  • Desenvolvam tanto habilidades técnicas como soft skills;
  • Compreendam melhor seus cargos e atividades;
  • Melhorem seu desempenho e resultados.

2 – Escolha a plataforma correta

Conhecer as necessidades da empresa e as demandas de treinamento é essencial para escolher a plataforma correta. Afinal de contas, você precisa que ela seja capaz de oferecer suporte para todas as suas ações. Por isso, certifique-se dos tipos de entrega que o LMS faz e se ele supre todas as obrigações.

Além disso, outro ponto de atenção é quanto a usabilidade e intuitividade da plataforma. Ou seja, o quão fácil é usá-la se você nunca fez treinamentos online. Atente-se a isso especialmente se o seu público-alvo não tem muita familiaridade com tecnologia, pois pode ser algo que faça com que eles desistam da capacitação ou não desempenhem como o esperado.

3 – Instrua os colaboradores a respeito do uso

Aproveitando a deixa do tópico 2: é indispensável que você instrua os colaboradores a respeito do uso da plataforma. Só assim você conseguirá uma efetividade na adesão e na popularização do LMS. Isso porque estamos mais propícios a abandonar tarefas que não conseguimos desempenhar.

Por isso, quando for apresentar o LMS, prepare um pequeno tutorial que possa ser enviado por e-mail, por exemplo. Uma dica é mostrar o passo a passo através de prints da tela, com a explicação a respeito de cada função logo abaixo. Ou, então, grave um vídeo mostrando a plataforma e acessando os recursos. Algo que os alunos possam buscar sempre que tiverem dúvidas sobre o uso.

4 – Reforce o uso da plataforma

Parte de implantar uma cultura corporativa é reforçá-la. Portanto, prepare campanhas e até mesmo pequenas competições, de maneira a incentivar a adesão dos colaboradores.

Esse reforço pode ser feito através do e-mail corporativo, quadro de avisos ou até mesmo de ferramentas de chat, como o Slack ou Microsoft Teams que muitas empresas têm usado para se manterem conectados durante o home office. Lembre de sempre incluir o link e as instruções para acesso nesses comunicados.

5 – Mensure e compartilhe os resultados da educação corporativa digital

 E não só com os gerentes. Uma forma de estimular a participação e o engajamento dos colaboradores com uma cultura de educação corporativa digital é fazer com que eles se sintam parte dela. E ter acesso aos resultados é uma forma de fazer isso.

Embora informações como dificuldades e desempenhos abaixo do esperado devam ficar apenas entre os gestores, é possível criar formas gamificadas de engajar com os resultados. Por exemplo: que tal criar um ranking mensal, onde os 3 colaboradores com o melhor desempenho geral ganham algum brinde? Essa é uma forma de estimulá-los não só a acessar a plataforma, mas de fato a engajarem com ela.

 Comece agora!

E aí, já se sente mais preparado para implantar uma cultura de educação corporativa digital na sua empresa? Lembre-se que a transformação digital atinge seu objetivo quando agrega valor e competitividade para as empresas. Sendo assim, a revolução da sua área de T&D tem muito mais a oferecer em termos estratégicos do que apenas a digitalização do processo de aprendizagem.

E nós te ajudamos durante toda a sua jornada para alcançar esse objetivo! Aqui na Evolke auxiliamos empresas a aprender, crescer e se desenvolver desde 2012. Clique no banner abaixo e converse com um dos nossos especialistas para descobrir como podemos fazer o mesmo por você!

Fale com os nossos especialistas sobre educação corporativa digital

fundo-6
detalhe-5

Peça uma demonstração

Por que escolher
a Evolke

Dimensionamos as reais demandas educacionais da sua organização para agilizar o proceso de escolha da melhor solução.

+10 mil

colaboradores
capacitados

invesmento
médio inferior a

R$10

por colaborador

facilitando o
T&D desde

2012

fundooo-5
fundo-6