O que é onboarding e quais os seus benefícios para a empresa?

Entender o que é onboarding é essencial para as empresas que buscam um processo de integração mais eficaz, com melhores resultados e que reflita a cultura e os valores da organização.
fundo-verde-pequeno

Receba conteúdos gratuitos no seu e-mail

fundo-roxo-peqeno
onboarding

Me conta uma coisa: você já contratou aquele profissional que parecia perfeito para a empresa, mas na hora de desempenhar as funções ele acabou deixando a desejar ou mesmo desistindo da vaga? Aposto que sim. Por isso, uma maneira de evitar situações como essa é investindo em um processo completo de integração. Por isso, hoje nós vamos falar sobre o que é onboarding.

Leia mais:

A palavra pode até ser nova, mas a ideia já é antiga: otimizar o processo de contratação e adaptação dos novos colaboradores. Através do onboarding, os recém-contratados conseguem se ajustar com mais facilidade aos processos da empresa. Além disso, eles se verão mais bem alinhados com os valores e a cultura organizacional.

Investir nesse processo também ajuda a evitar erros que possam levar a desligamentos precoces, queda de produtividade ou mesmo desmotivação. Por isso, preparamos esse artigo que vai te ajudar a entender o que é onboarding e como ele pode beneficiar sua empresa. Continue lendo! 🤓

O que é onboarding?

Traduzindo de forma literal, onboarding significa “embarcando” e é um modelo de integração que visa diminuir e otimizar o tempo de adaptação dos colaboradores. Uma maneira de promover a socialização dos novos contratados. E também para familiarizá-los com os valores e a cultura organizacional.

Além disso, a ação deve ser projetada para que os profissionais recém contratados sintam-se acolhidos desde o primeiro momento. Ou seja, desde o primeiro contato com a empresa, já no processo seletivo.

A ideia é que através do onboarding os recrutadores consigam encontrar profissionais com maior fit com a empresa. E que, através de uma integração planejada e monitorada, consigam desempenhar suas funções de maneira eficiente e alinhada com o resto da equipe.

Portanto, entender o que é onboarding possibilita uma aplicação prática mais assertiva do processo de integração. O que vai ajudar as empresas a diminuírem a taxa de turnover e aumentar a retenção de talentos na organização.

 6 passos para aplicar o modelo de onboarding

O onboarding é um processo que funciona por etapas e pode durar até 3 meses, tudo depende do planejamento do RH. Portanto, é importante que ele seja bem estruturado e pensado. Isso porque apesar de ser um procedimento mais complicado para o setor RH, é certamente o que traz melhores resultados.

Para ajudar na compreensão do processo e o que é onboarding, separamos as etapas em 6 passos que compreendem desde o processo seletivo até a chegada do recém contratado na empresa. Olha só! 👇

1º passo: Processo seletivo

A ideia do onboarding é que já na divulgação da vaga e durante o processo seletivo, as informações essenciais já fiquem claras, como: os requisitos básicos, benefícios, salário e data de início. Assim é possível filtrar bem os candidatos da vaga para o perfil que você busca.

Além disso, é importante falar sobre a empresa, seus valores e cultura já durante o processo seletivo, para que o candidato consiga avaliar se tem fit com a organização e, caso venha a ser contratado, já esteja familiarizado com o negócio.

 2º Passo: Primeiro dia

 Garantir que o novo colaborador já se sinta bem-vindo no primeiro dia é essencial. Por isso, o RH deve conversar com o gestor e os demais membros da equipe antes dessa chegada, para que o novo membro se sinta valorizado e a integração social dele no ambiente de trabalho seja mais fácil. Você pode fazer isso através de e-mails ou mesmo reuniões.

Outro ponto para ficar atento é garantir que o novo colaborador tenha a sua disposição tudo que vai precisar para começar o dia: computador, e-mail, senhas, espaço para trabalhar… Tudo que for necessário para o bom desempenho das suas funções deve ser providenciado com antecedência.

 3º Passo: Processo de integração

 O treinamento de integração é parte indispensável do processo de onboarding. Afinal, o novo colaborador precisa ser informado a respeito das rotinas do departamento pessoal, segurança, uniformes ou equipamentos de segurança indicados para o seu trabalho, e tudo mais que for pertinente. Dessa forma, é possível evitar futuros constrangimentos para o profissional e até mesmo que ele infrinja alguma regra por puro desconhecimento.

É interessante que esse treinamento seja feito de forma orgânica e descontraída, seja no formato presencial ou por EAD. Ele deve deixar em evidência o papel do profissional na empresa e permitir que ele tire qualquer dúvida que venha a ter.

 4º Passo: Tour pela empresa

 Familiarizar o profissional recém contratado com a empresa é importante mesmo no caso de pequenos negócios. Já que, além de conhecer a estrutura física da organização, é também uma oportunidade para que ele conheça os demais departamentos e colegas. É uma forma de se situar com o novo ambiente.

 5º Passo: Apresentação do setor

A apresentação do setor é um ponto que merece uma atenção extra. Por isso, é interessante que ela possa ser feita em uma ação conjunta do RH e do líder do setor, de forma que possam deixar o novo colaborador a par das informações mais relevantes, como metas e projetos em andamento.

 6º Passo: Colega para auxílio

Por fim, mas não menos importante, o processo de onboarding indica que um colega do mesmo setor seja designado para auxiliar o novo contratado. Isso porque é comum que o primeiro dia traga muitas informações, o que pode acabar fazendo com que o profissional se esqueça de algo.

Com um colega para auxiliá-lo, ele se sente mais confortável sabendo a quem pode recorrer em caso de dúvidas. Também é importante que esse colaborador seja mais experiente, já que caberá a ele orientar o profissional quanto aos primeiros passos no trabalho, além de ser uma referência para os processos.

Baixe os quadros do Design de Jornada de Aprendizagem para desenvolver seu treinamento de onboarding

 4 Vantagens do onboarding

Como podemos ver no passo a passo acima, o processo de onboarding pode ter um planejamento mais longo. No entanto, apesar de parecer mais trabalho, ele certamente entrega resultados para as empresas que buscam crescer e se desenvolver, com profissionais de alta performance em seu quadro laboral.

Fora isso, o processo de onboarding auxiliar na retenção de talento, no engajamento dos profissionais e até mesmo no seu desenvolvimento, como explicamos abaixo. 👇

1 – Reter talentos

 A retenção de talentos é um dos maiores benefícios do onboarding. Afinal, profissionais bem qualificados e de alta performance não estão disponíveis com facilidade no mercado. Ainda mais aqueles que possuem grande conhecimento sobre o seu negócio e seus processos.

O onboarding ajuda a criar uma estratégia para viabilizar essa retenção e evitar o turnover, destacando o diferencial da cultura organizacional e usando o que a empresa tem de melhor para atrair e manter seus profissionais.

 2 – Aumentar engajamento

O engajamento dos profissionais com a empresa é um dos fatores que influencia em seu sucesso e desenvolvimento. Já que quanto mais envolvidos com a organização, mais motivados estão os colaboradores. O que também reflete em sua performance e na imagem que passam do negócio para o mercado.

Ao investir em um processo de onboarding, a empresa está unindo forças para criar uma experiência de admissão engajadora. Que promove uma imersão do novo colaborador com a cultura da empresa e seu time, o que também aumenta as chances de ele permanecer na equipe.

 3 – Desenvolver o negócio

Sabe onde mais um processo de onboarding eficiente pode beneficiar as empresas? No desenvolvimento do negócio. Quando a integração embasa uma cultura corporativa forte, alinha e fortalece os relacionamentos no ambiente de trabalho, todos saem ganhando. Especialmente a organização, já que consegue engajar os colaboradores com suas metas – que devem sempre estar orientadas para alcançar os objetivos de negócio, de maneira a auxiliar o crescimento.

 4 – Alinhar as propostas organizacionais

Um ponto essencial para garantir que o colaborador irá agir de acordo com os valores e cultura corporativa, é alinhar essas propostas e expectativas desde o começo. Sendo assim, esse processo de integração cria uma oportunidade para que o líder possa informar aos novos contratados sobre como agir para evitar equívocos, erros e retrabalho. Uma conversa que também colabora para uma execução mais ágil e assertiva das atividades.

 Já sabe o que é onboarding? Então comece a aplicar!

Aposto que agora podem te perguntar o que é onboarding e você vai ter a resposta certa na ponta da língua, não é? Então me responde outra coisa: o que está esperando para começar a desenvolver esse processo na sua empresa?

Se a resposta for falta de expertise ou uma equipe sem pessoal para o planejamento e o desenvolvimento do treinamento, fica tranquilo que nós te ajudamos!

Desde 2012 a Evolke auxilia empresas de todos os portes a aprender algo novo todos os dias. Somos especialistas em educação corporativa e consultoria e estamos preparados para te ajudar a enfrentar esse desafio. Fale agora com um dos nossos especialistas e comece a investir no onboarding!

Fale com um dos nossos especialistas para começar o seu processo de onboarding agora mesmo

fundo-6
detalhe-5

Peça uma demonstração

Por que escolher
a Evolke

Dimensionamos as reais demandas educacionais da sua organização para agilizar o proceso de escolha da melhor solução.

+10 mil

colaboradores
capacitados

invesmento
médio inferior a

R$10

por colaborador

facilitando o
T&D desde

2012

fundooo-5
fundo-6