3 tipos de treinamentos inovadores para seus colaboradores e as vantagens da inovação para a empresa

A inovação é crucial para o sucesso de uma empresa. Investir em tipos de treinamentos inovadores pode mudar o rumo de uma organização.
fundo-verde-pequeno

Receba conteúdos gratuitos no seu e-mail

fundo-roxo-peqeno
evolke-blog-tipos-de-treinamento

Me conta: para você capacitação é apenas para novos funcionários da empresa? Onboarding, treinar para utilizar ferramentas e etc? Se sim, precisamos te falar que a realidade é outra. Afinal, todos os profissionais de uma organização precisam ser treinados. Ou seja, independente do tempo de casa. E graças a evolução do setor de T&D, hoje em dia existem vários tipos de treinamentos. 

  

Leia mais:   

  

E falando em evolução no T&D, atualmente é possível oferecer treinamentos de qualidade, engajadores e muito tecnológicos. E o melhor: nas grandes ou pequenas empresas. Afinal, essas transformações auxiliaram também na redução de custos das capacitações. 

Então, sabe aquela ideia de que treinamento e desenvolvimento se dão dentro de uma sala de aula, com foco no instrutor? É passado. Dessa forma, hoje em dia não só é possível como é fundamental ser inovador. Quer saber como? Acompanhe:   

A evolução do T&D   

No mês de junho comemoramos o dia dos profissionais de Recursos Humanos. Anteriormente esse setor era visto apenas como um departamento encarregado de questões burocráticas. Como folha de pagamento, admissão e demissão, por exemplo. Porém, não é mais assim. A partir da 4ª revolução industrial, o RH passou a ser visto como um setor estratégico. Ficando responsável pelas ações de treinamento e desenvolvimento de pessoas. 

Inclusive, você sabia que foi na pré-história que surgiram os primeiros tipos de treinamentos? Ou seja, muito antes das indústrias existirem, as pessoas eram treinadas para a caça e pesca, por exemplo. E anos depois, para o manuseio de armas. Em vista disso, podemos dizer que o treinamento é essencial para os humanos. Dessa forma, dentro de uma empresa não é diferente. 

No início do século XX as empresas perceberam uma baixa na produtividade dos colaboradores. Foi aí que começaram a oferecer bonificações para estimular a produção, porém não foi o suficiente. Afinal, se as pessoas não tivessem total domínio de suas tarefas o resultado não seria melhorado. E foi aí que surgiu o treinamento corporativo. 

Em resumo, os vários tipos de treinamentos surgiram inicialmente como uma solução para o aumento da produtividade. Porém, com o passar dos anos as empresas começaram a ter mais foco nos colaboradores, como humanos. 

Chiavenato (2009) dizia que ao desenvolver pessoas elas desenvolverão a empresa. Dessa forma, o capital humano passa a ser visto como o grande valor de uma organização. Em outras palavras, são os colaboradores que poderão fazer com que a empresa alcance os resultados esperados.   

 

tipos-de-treinamentos

 

Inovação dentro das empresas  

Conforme vimos, o surgimento dos mais variados tipos de treinamentos não é uma estratégia nova, tampouco nas empresas. Mas como qualquer coisa que melhora, o T&D também passou por transformações. 

Dessa forma, sabemos que hoje a preocupação das empresas não é apenas em resultados. Afinal de contas, prestar atenção verdadeiramente em seus colaboradores pode mudar o rumo de uma organização. E nada disso precisa ser no modelo tradicional, estruturado de forma inflexível. Sendo assim, a inovação deve ser cada vez mais presente nas empresas que aprendem. 

Ou seja, organizações que caminham em busca do sucesso entendem que inovar em seus processos vai além de melhorar resultados. Pois os colaboradores são o meio para construir a gestão de conhecimento. E afinal de contas, os profissionais percebem quando são valorizados e tem vários tipos de treinamentos para seu desenvolvimento. É um efeito dominó que ocasiona: 

  • Melhora no relacionamento com clientes e fornecedores; 
  • Aumento de produtividade; 
  • Melhora no clima organizacional; 
  • Maior satisfação dos colaboradores; 
  • Retenção de talentos; 
  • Aumento da competitividade da empresa dentro do mercado; 
  • Reconhecimento; 
  • Crescimento contínuo. 

Dessa forma, podemos dizer que investir em tipos de treinamentos inovadores faz com que os colaboradores se sintam engajados. Em consequência, contribui de forma positiva para o ambiente de trabalho. 

Outro ponto importante a se ter em mente é que, antes de mais nada, a inovação precisa vir da empresa. Ou seja, ser inovadora em seus processos, metodologias, tipos de treinamentos e etc. Desse modo, o colaborador terá liberdade para criar. Tornando mais fácil ter ideias e ações transformadoras.   

3 tipos de treinamentos inovadores 

Até aqui entendemos que treinar pessoas é fundamental dentro de uma empresa. E a inovação precisa, acima de tudo, partir da organização, então é importante oferecer diferentes tipos de treinamentos inovadores. Afinal, para que as capacitações sejam capazes de fazer a diferença, é necessário engajar e motivar os trabalhadores. Sendo assim, o modelo tradicional de ensino funciona cada vez menos. 

Listamos alguns tipos de treinamentos que, em síntese são inovadores. Por exemplo:   

1 – Gamificação 

Antes de mais nada, precisamos falar da gamificação. Já batemos nessa tecla várias vezes aqui no blog da Evolke. E continua sendo uma tendência para o T&D em 2022. Essa ferramenta utiliza dos princípios e mecânicas dos games para levar a aprendizagem ao usuário. Ou seja, através dela os profissionais aprendem de forma lúdica, que facilita a absorção do conhecimento e gera reflexão.  

A gamificação auxilia na aprendizagem e transforma o modelo de ensino tradicional em moderno. Afinal, ela é: 

  • Inovadora 
  • Engajadora 
  • Dinâmica  
  • Cooperativa 

2 – Metaverso 

Nos últimos meses, um conceito que tem se popularizado é o Metaverso. Criado pela empresa Meta, em resumo é um tipo de realidade que integra o mundo real e o virtual. Em outras palavras, um ambiente virtual que usa: 

  • Realidade virtual 
  • Realidade aumentada 
  • Hologramas 

E pode ser voltado para o ambiente de trabalho. Hoje em dia, já existem tipos de treinamentos que usam da realidade virtual para levar o aprendizado. Por meio de computadores e usando óculos os trabalhadores podem vivenciar diversas situações em um ambiente seguro e sem riscos físicos reais.  

Algumas empresas já usam do Metaverso em seus tipos de treinamentos, como por exemplo: onboarding, capacitações técnicas e de equipe. Ela possibilita no mundo virtual que todos os participantes estejam juntos em uma sala com seus avatares. Além disso, estudos recentes indicaram que essa tendência é relevante para as organizações, visto que 44% dos trabalhadores topariam participar dessa nova realidade.  

3 – Pílulas do conhecimento 

As pílulas do conhecimento são um modo do microlearning. Que em resumo, significa dividir o conhecimento em curtas sessões. Esse, sobretudo, é um dos tipos de treinamentos mais usados para repassar atividades de forma rápida, relevante e eficaz.  

Além disso, pode se tornar mais fácil repassar conhecimento de temas mais complexos, já que em curtos pedaços a absorção do conteúdo se torna mais simples.   

Pronto para levar inovação para sua empresa?  

Conforme você viu ao longo desse artigo, capacitar os colaboradores é crucial para o sucesso de uma empresa. E nos tempos em que vivemos hoje oferecer diversos tipos de treinamentos inovadores aos profissionais é a melhora forma de prover conhecimento.  

Os benefícios a curto e a longo prazo são muitos. Por isso, não perca tempo e invista no desenvolvimento de seu negócio.  

Conte com a Evolke, somos especialistas em educação corporativa e gestão do conhecimento. Trabalhamos com diversas soluções para ajudar empresas a atingirem seus objetivos. 

Clique no banner abaixo e fale com um de nossos especialistas: 

 

tipos-de-treinamentos

fundo-6
detalhe-5

Peça uma demonstração

Por que escolher
a Evolke

Dimensionamos as reais demandas educacionais da sua organização para agilizar o proceso de escolha da melhor solução.

+10 mil

colaboradores
capacitados

investimento
médio inferior a

R$10

por colaborador

facilitando o
T&D desde

2012

fundooo-5
fundo-6