5 coisas que não podem faltar em treinamentos para líderes

Não é raro encontrar no mercado treinamentos com foco em liderança que não abordam pontos essenciais para o desenvolvimento de bons líderes, como resolução de conflitos e inteligência emocional – duas habilidades muito buscadas nos profissionais em momentos de crise.
fundo-verde-pequeno

Receba conteúdos gratuitos no seu e-mail

fundo-roxo-peqeno
O que não pode faltar nos treinamentos para líderes

Imagine que você está preparando um bolo e só na metade da receita se dá conta que está faltando um dos ingredientes. Decepcionante, né? Além disso, todo o seu trabalho até então vai para o lixo e toda a expectativa que você tinha de comer um bolo fresquinho em algumas horas foi frustrada. Muito semelhante ao que acontece se você começa a preparar treinamentos para líderes sem alguns itens chave. 

 

Leia também: 

 

Como você sabe, entender as necessidades do colaborador e da empresa é indispensável na hora de construir treinamentos que tragam benefícios reais e auxiliem a organização como um todo a atingir os resultados de negócio. Ou seja: existem coisas que precisam ser abordadas para entregar tudo a que o treinamento se propõe. 

Por isso, no artigo de hoje você vai ver o que deve fazer antes de começar os treinamentos para líderes e tudo que não pode faltar para que ele seja um sucesso. Continue lendo! 

O que é preciso para desenvolver os treinamentos para líderes 

Treinamentos assertivos são feitos com base em planejamento ou necessidades emergenciais, mas nunca sem um norte para o qual olhar. Ou seja, todos os treinamentos (para líderes ou não) devem levar em consideração os três itens que destacamos abaixo! 

1 – Fazer o levantamento de necessidades 

Os treinamentos para líderes não são diferentes dos demais. Portanto, antes de começar a preparar um, você deve levantar quais as necessidades do negócio e das lideranças a serem capacitadas. Assim, será possível definir as competências e habilidades que estão fazendo falta no momento e que ajudarão o negócio a atingir seus objetivos. 

2 – Realizar o planejamento 

Depois de ouvir todos os envolvidos no treinamento, é importante traçar um planejamento compartilhado. Além disso, leve em consideração o feedback que receber após cada etapa da capacitação e use isso para melhorar a experiência. 

3 – Avaliar os formatos disponíveis 

Essa é uma etapa bastante importante. Isso porque o formato tem um grande impacto na experiência de aprendizagem dos alunos. Você vai optar por um workshop? Uma consultoria interna? Um curso EaD? E mais, quais objetos de aprendizagem vai utilizar? 

Nessa hora, lembre-se de avaliar a melhor forma de aprender desses alunos, o que fará com que eles engajem e tenham uma boa experiência de aprendizagem? Afinal de contas, tudo isso vai impactar diretamente no resultado. 

 

Treinamentos para líderes

 

Tudo que não pode faltar nos treinamentos para líderes 

Tão importante quanto garantir que seus treinamentos para líderes considerem o antes, durante e depois de cada ação, é garantir que eles abordem alguns pontos indispensáveis para o perfil de um gestor. 

1 – Não pode faltar a promoção de autoconhecimento 

Autoconhecimento é importante em qualquer área da vida, profissional ou pessoal. Isso porque compreender as suas forças e fraquezas é uma forma de entender o que é possível fazer e onde se precisará delegar. Além disso, é uma maneira de saber o que é preciso ser trabalhado e desenvolvido no profissional. 

Por isso, treinamentos para líderes devem envolver algumas dinâmicas que promovam o autoconhecimento. Assim, eles passam a compreender como identificar esses pontos em si mesmos, de forma que possam ajudar mais suas equipes. 

2 – Não pode faltar a gestão de conflitos 

Em uma posição de liderança, é certo que o profissional terá de lidar com conflitos. Tanto entre colaboradores, como entre ele mesmo e um (ou mais) de seus liderados. Por isso, gerenciar e minimizar conflitos são habilidades muito valorizadas para cargos de gestão. 

Assim, esse é um ponto que seus treinamentos para líderes precisam abordar. Se for de maneira situacional, ainda melhor. Pois coloca o profissional para lidar com uma situação real, em um ambiente controlado, de forma que ele possa aprender com o feedback e até mesmo compartilhando sua experiência. 

3 – Não pode faltar desenvolvimento de inteligência emocional 

Outra habilidade muito exigida de líderes é a inteligência emocional, especialmente em meio a eventos como a pandemia de coronavírus. Essa competência diz respeito a capacidade do profissional de lidar com as próprias emoções e faz toda a diferença na hora de gerir a equipe, enfrentar adversidades (como o corte de gastos e desligamento de funcionários) e todos os desafios do cargo. 

Dessa maneira, garantir que seus cursos abordem a inteligência emocional e tenham exercícios voltados para o desenvolvimento dela é algo que realmente não pode faltar nos treinamentos para líderes. Especialmente porque a forma como ele lida com as próprias emoções afeta direta e profundamente a forma como o time lida com as suas. 

4 – Não pode faltar a aprimoração de comunicação e relação interpessoal

A base de todas as relações é uma boa comunicação. Isso porque quando o profissional não consegue expor suas ideias ou tem problemas se expressando pode causar desentendimentos e equívocos que prejudicam a relação e o desempenho do time. 

Por isso, esse é outro tópico que pode ser abordado em simulações situacionais nos treinamentos para líderes. Permita que os profissionais vivam situações rotineiras e observe como eles encontram as soluções para cada uma delas. 

5 – Não pode faltar o estimulo a escuta e promoção de feedback 

Uma das melhores formas de transformar a atitude da equipe, corrigir problemas e fechar gaps é através do feedback. Isso porque ele deixa os profissionais saberem como seu trabalho está sendo recebido e impactando a empresa, além das expectativas organizacionais. Mais ainda, quando é um feedback de mão dupla, permite que o funcionário expresse suas dificuldades e expectativas com o negócio. 

No entanto, é preciso que o líder tenha tato para entregar o feedback sem desestimular o liderado e que saiba escutá-lo e oferecer maneiras de auxiliá-lo com os desafios expostos. Portanto, exercícios que promovam uma escuta ativa e direcionamento para feedback não podem faltar no seu treinamento. 

Precisa de ajuda com seus treinamentos para líderes? 

Sabemos como desenvolver treinamentos do zero pode ser desafiador. A pesquisa Panorama do Treinamento no Brasil 2020/2021, feita pela ABTD, mostrou que atualmente as empresas possuem apenas um profissional de T&D para cada 999 funcionários. O que certamente torna a capacitação ainda mais desafiadora. 

Mas não precisa se preocupar, porque a Evolke te ajuda com isso! Somos especialistas em educação corporativa e gestão do conhecimento. Já ajudamos diversas empresas a desenvolverem experiências de aprendizagem de sucesso. E mais: sempre orientados pelo objetivo de negócio! 

Clique no banner abaixo e agende um dos horários disponíveis com nossos especialistas: 

fundo-6
detalhe-5

Peça uma demonstração

Por que escolher
a Evolke

Dimensionamos as reais demandas educacionais da sua organização para agilizar o proceso de escolha da melhor solução.

+10 mil

colaboradores
capacitados

invesmento
médio inferior a

R$10

por colaborador

facilitando o
T&D desde

2012

fundooo-5
fundo-6